Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]










Entender é sempre limitado. Mas não entender pode não ter fronteiras. Sinto que sou muito mais completo quando não entendo. Não entender, do modo como falo, é um dom. Não entender, mas não como um simples de espírito. O bom é ser inteligente e não entender. É uma benção estranha, como ter loucura sem ser doido. É um desinteresse manso, é uma doçura de burrice. Só que de vez em quando vem a inquietação: quero entender um pouco. Não demais: mas pelo menos entender que não entendo.
Partilhe no G+

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:56

Visitantes



Mensagens



Pesquisar

Pesquisar no Blog


calendário

Julho 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031